top of page

Problemas de comportamento na infância: como os pais podem influenciar o surgimento?

Os chamados transtornos disruptivos estão entre os mais comuns na infância e geram impactos tanto na adolescência, quanto na vida adulta, além de trazer prejuízos em toda a dinâmica familiar. Eles são classificados com base nos comportamentos de transgressão a normas e a condutas desafiadoras excessivas. Os transtornos disruptivos abrangem o Transtorno Opositivo Desafiador e o Transtorno de Conduta.



O Transtorno Opositivo Desafiador (TOD) consiste em um padrão consistente e frequente de humor raivoso e irritável, com comportamento questionador e desafiador ou de índole vingativa. Entre os sintomas, estão:


- Perder a calma;


- Questionar figuras de autoridade;


- Desafiar pedidos e regras ou negar-se a obedecê-los;


- Emitir comportamentos para incomodar as pessoas;


- Culpar terceiros por seus erros e comportamentos;


- Irritabilidade;


- Apresentar comportamentos vingativos e rancorosos.


Já o Transtorno de Conduta (TC) consiste num padrão comportamental persistente em que os direitos dos outros ou normas e regras sociais são violados. Entre os comportamentos comuns nesse transtorno, incluem-se:


- Conduta agressiva que causa ou ameaça causar danos físicos a outras pessoas ou animais;


- Conduta que causa perda ou dano a propriedade;


- Falsidade ou furto;


- Violações graves de regras;


- Comportamentos intimidadores ou provocações, como fazer bullying ou iniciar brigas.


As práticas parentais inadequadas ou inconsistentes influenciam o aparecimento dos comportamentos de oposição em crianças. Assim, essas práticas parentais disfuncionais reforçam tanto as manifestações comportamentais de oposição e negatividade da criança e do adolescente, quanto suas manifestações emocionais, que envolvem explosões de raiva e instabilidade emocional.


Entre os comportamentos disfuncionais dos pais, estão o que envolvem disciplina insuficiente, como não conseguir estabelecer regras ou disciplina eficaz para o comportamento inapropriado, permitindo que os filhos gritem, xinguem ou faltem com respeito.


Por isso, um dos tratamentos considerados mais eficazes para o tratamento de transtornos de comportamento de crianças e adolescentes é o treinamento para pais. A partir de intervenções voltadas para os pais, o profissional psicólogo os auxilia a:


- Estabelecer e negociar regras;


- Ter consistência nas próprias práticas e nas do cônjuge;


- Solicitar mudança de comportamento;


- Fazer críticas de maneira habilidosa;


- Dar feedback negativo: descrever o comportamento e as consequências;


- Expressar sentimentos negativos e opiniões conversando;


- Cumprir promessas;


- Oferecer abertura para os filhos falarem sobre os seus problemas;


-Auxiliar na resolução de problemas dos filhos.

Commentaires


bottom of page