top of page

Percepções, Pensamentos e Crenças nos Transtornos Alimentares

Enquanto a maioria das pessoas se autoavalia com base no desempenho autopercebido em uma variedade de domínios da vida, indivíduos com transtornos alimentares (TA) se julgam excessivamente, ou mesmo exclusivamente, em termos de seu formato e da sua capacidade para se manterem magros.




Portanto, as crenças centrais do TA envolvem a hipervalorizaçao da forma e do peso corporal, estando esses aspectos intrinsecamente associados à autoestima e sendo utilizados como indicadores de sucesso, competência, superioridade e valor pessoal. Em alguns casos, há também a hipervalorização da capacidade para controlar o comportamento alimentar, que passa a ser utilizado como um indicador de autocontrole de modo geral.


Pacientes com TA tendem a estabelecer padrões muito elevados de desempenho e a interpretar qualquer falha em atingir seus padrões como sendo decorrente de deficiências pessoais, em vez de concluírem que o problema se encontra no fato de que os padrões adotados são irreais. Um agravante do quadro é a atenção seletiva para fracassos, ignorando ou minimizando sucessos.


O alto nível de exigência, somado à tendência a desqualificar sucessos, fortalece a insatisfação com o desempenho pessoal em quase todas as áreas da vida, além de estabelecer padrão incondicional e pervasivo de autoavaliação negativa de si mesmo e consequente diminuição da autoestima. Estes fatores contribuem para o agravamento do TA, uma vez que reforçam a necessidade de empenhar-se mais arduamente para atingir “sucesso” de modo geral, sendo enfatizado, em particular, o aspecto considerado mais relevante: o controle da alimentação e da aparência. Por meio desses fatores, o emagrecimento se toma um objetivo primário de vida.


Para haver melhora da autoestima, a paciente deve ser ajudada a desenvolver expectativas realistas de desempenho e focalizar sua atenção em seus sucessos e em suas qualidades. Ela deve ser ajudada a analisar a viabilidade prática de manter padrões muito altos de desempenho, os custos envolvidos e os resultados obtidos com a adoção de seu padrão de valores.


Um importante aspecto a ser ressaltado é que tentar ser perfeita em todas as áreas envolve trabalho excessivo em diversos fatores, em vez de alocar o esforço apenas nos aspectos com maior resultado, o que tomaria o desempenho global mais eficaz.

Kommentare


bottom of page